O cinema tem a capacidade de nos transportar para diferentes realidades, histórias e perspectivas, e o documentário é uma das formas mais poderosas de despertar em nós novas percepções e emoções. Em 2018, durante a premiação do Oscar, um documentário em particular chamou a minha atenção e se tornou o meu favorito: Icarus.

Icarus é dirigido por Bryan Fogel, que também é o protagonista do filme. É um documentário sobre o escândalo do doping no esporte russo, que envolve até mesmo o próprio governo russo. Fogel começa sua jornada com o objetivo de experimentar o efeito das drogas de aumento de desempenho em si mesmo para participar de uma competição de ciclismo, mas acaba descobrindo informações explosivas sobre o doping em massa na Rússia.

Neste documentário, vemos como uma história pessoal e aparentemente isolada pode se transformar em uma investigação jornalística de grande relevância social e política. O filme é uma jornada de descoberta, que leva o espectador a questionar a ética do esporte, a força da propaganda e a máquina de manipulação da verdade em alguns países.

Além disso, o documentário apresenta personagens fascinantes e imprevisíveis, como Grigory Rodchenkov, um cientista russo envolvido na implementação do programa de doping e que decide expor toda a verdade, colocando a sua vida em risco, e o investigador Bryan Fogel, que assume o papel de jornalista sem experiência ou preparação, mas com muita coragem e determinação.

O filme é surpreendente e chocante, e nos mostra como a realidade pode ser mais estranha do que a ficção. A qualidade do filme é visível em sua recepção crítica e em seus prêmios, incluindo o Oscar de Melhor Documentário em 2018.

Para mim, Icarus é um exemplo de como o cinema pode ser uma ferramenta poderosa para informar, educar e mobilizar o público. Este documentário me tocou profundamente e me deixou refletindo sobre os temas abordados durante dias. Recomendo fortemente o filme para quem busca uma experiência cinematográfica emocionante e impactante.

Embora o Oscar seja uma premiação muito simbólica e importante para o mundo do cinema, não é a única forma de reconhecer a qualidade e a relevância de um filme. Mas Icarus realmente mereceu o seu lugar na história do cinema documental e na minha lista de favoritos do Oscar.